BRASIL · PERNAMBUCO · VIAGENS

As praias de Cabo de Santo Agostinho

Realizar um passeio bate e volta à Cabo de Santo Agostinho é uma ótima opção para conhecer as principais praias desta cidade.

Saímos do hotel após o café da manhã na companhia de outros turistas e seguimos para Cabo de Santo Agostinho. A primeira parada foi na Praia de Suape. O guia nos contou uma curiosidade a respeito do descobrimento do Brasil. Segundo ele, foram os espanhóis que chegaram ao Brasil primeiro, mais precisamente em Pernambuco. No entanto, eles não puderam levar a fama porquê de acordo com o Tratado de Tordesilhas seria a vez dos portugueses descobrirem uma nova terra fora da Europa. Nunca tinha ouvido esta versão da nossa História e encontrei esta explicação no Google.

Curiosidades à parte, a visita à Praia de Suape foi bem rápida. Vimos um mural em azulejos homenageando os espanhóis e uma espécie de deque de madeira, onde observamos vários barcos que estavam ancorados.

Em seguida fomos à Praia de Calhetas, acredito que esta é a mais famosa de Cabo de Santo Agostinho. Próximo à orla tem algumas rochas que em conjunto com o mar e a areia formam um coração. O guia estacionou a van antes de chegarmos à praia e pudemos admirar a beleza dela vista de cima. Por falar nisso, no acesso à praia tem uma empresa que oferece o passeio de tirolesa até o mar e é claro que nós experimentamos!

Escolhemos a opção de descer na tirolesa duas vezes consecutivas, sem incluir a compra de fotos profissionais. Assim que caímos na água a tirolesa nos puxou de volta e em seguida repetimos o passeio. A velocidade não é alta e eu nem senti “frio na barriga”, mas não deixa de ser radical e uma boa alternativa para apreciar a paisagem. Esta opção tem o custo de R$25,00 por pessoa e há ainda a possibilidade de descer e subir na tirolesa uma única vez (R$20,00 por pessoa) além de comprar fotos tiradas por um fotógrafo da empresa por um custo adicional.

Não é permitido utilizar a tirolesa calçando chinelos ou levando pertences pessoais. A empresa não disponibiliza armários para guardar os objetos. Então, leve apenas o que for precisar, deixe bolsas e mochilas no carro e peça para alguém que esteja com você olhar as suas coisas até que você retorne. Mais uma dica, para quem tem cabelos compridos é necessário fazer um coque antes de colocar o capacete, por questões de segurança.

Após a tirolesa fomos a pé até a praia, pois o acesso a ela não é propício para carros. A caminhada é curta e íngreme. Além disso, na alta temporada o trânsito no entorno costuma ficar congestionado, então é preferível chegar mais cedo ou evitar ir aos finais de semana.

O guia nos deixou no Bar do Artur, por aproximadamente duas horas. O estabelecimento é grande, com cardápio variado, possui mesas tanto na areia quanto nas dependências do bar e os banheiros são amplos e constantemente higienizados. Há ainda uma ducha disponível para os clientes tirarem a areia e o sal do corpo, mas para utilizá-la é necessário comprar uma ficha por R$2,00, que dá direito a um minuto de uso da ducha. Consumimos apenas uma jarra de suco de laranja e pagamos R$13,20.

Aproveitamos nosso tempo para curtir o mar. A água é cristalina e morna, mas fiquei incomodada com pequenas pedras no fundo, que às vezes eu pisava sem perceber, e com algumas algas marinhas também. Além disso o mar estava agitado e era fundo bem próximo da orla. Esta é a minha opinião e experiência, mas no geral, observei que as pessoas estavam aproveitando a praia e que estes fatores não as incomodavam.

No horário determinado pelo guia, voltamos para a van e fomos conhecer a Praia de Gaibú. Esta praia foi a minha favorita de todas que conhecemos no tour. Ficamos no Bar do Dinho, por cerca de 1h30, e os valores do cardápio não eram caros. Pedimos uma porção de calabresa com fritas e duas águas de coco, nossa conta ficou em R$29,00. Os banheiros são pequenos e deixam um pouco a desejar, mas em compensação eles oferecem ducha gratuita para os clientes.

Como a maré estava baixa e há barreiras de arrecifes próximas à faixa de areia, formaram-se várias piscinas naturais. Chegamos até elas caminhando pelos arrecifes, mas é preciso ter cuidado para não escorregar. Valeu muito a pena, a água estava uma delícia e eu adorei ficar nadando lá por um tempinho. É um lugar tranquilo que agrada as crianças e adultos e nos rendeu várias fotos!

Por fim, a última praia que visitamos foi a Praia do Paiva, já no fim da tarde. Apesar de estar localizada numa região cercada por condomínios e hotéis luxuosos, a praia tem aparência de deserta. O mar estava mais agitado, haviam placas sinalizando que a praia não era adequada para banho devido a histórico de ataques de tubarões e nós não vimos nenhum tipo de comércio por perto. Segundo o guia, às vezes passam alguns vendedores ambulantes pela praia oferecendo bebidas e/ou comidas para os visitantes.

Nós não nos arriscamos a entrar no mar, mas alguns turistas que estavam no nosso grupo aproveitaram para dar um mergulho. Como a permanência na Praia do Paiva seria por pouco tempo, nós preferimos caminhar um pouco pela orla e observar os siris que também passeavam por lá.

O tour completo teve duração aproximada de oito horas e nós conseguimos aproveitar bastante. Mesmo tendo parado por um tempo maior em apenas duas praias, a Praia de Calhetas e Praia de Gaibú, elas eram as mais indicadas para banho e com mais infraestrutura para receber os visitantes.

Algumas empresas de turismo locais oferecem este passeio e nós reservamos com a Receptivo Up por R$70,00 por pessoa, mas foi a Eloim Tur Receptivo que realizou o tour conosco. Transferimos 50% do valor antecipadamente e o restante pagamos com cartão de crédito no escritório da empresa, após o passeio.

Para quem gosta de praia e está com pouco tempo disponível para fazer os demais passeios, o tour pelas praias de Cabo de Santo Agostinho é uma boa opção. Porém, para aqueles que preferem passar o dia em uma única praia, recomendo a Praia de Calhetas, pela melhor infraestrutura e atividades opcionais oferecidas. A TourOn realiza este roteiro. Clique aqui para saber mais detalhes do passeio com saída de Recife e aqui para saídas de Porto de Galinhas.

Ficou com vontade de conhecer Cabo de Santo Agostinho também?! Conte pra gente!

Informações úteis:

Tirolesa Calhetas: para compras acima de R$50,00 é possível pagar no cartão de crédito em até três vezes sem juros. O estabelecimento também aceita dinheiro e cartões de débito. A empresa oferece ainda passeios de moto aquática.
Horário de funcionamento: diariamente, das 09h00 às 17h00.

Bar do Arturo bar recebe pagamentos em dinheiro, cartões de crédito e débito.

Bar do Dinho: o estabelecimento não cobra a comissão de 10% e aceita como pagamento dinheiro e todos os cartões de crédito e débito.

Eloim Tour Receptivo: a empresa recebe pagamentos em dinheiro e com cartões de crédito e débito.

TourOn: a empresa oferece passeios, transfers e experiências gastronômicas em alguns destinos brasileiros. A plataforma é e-commerce e o pagamento em até 6x sem juros nos cartões de crédito.

* OBS: Visitamos Cabo de Santo Agostinho em janeiro de 2017 e os valores das atrações e dos pratos citados no post poderão sofrer alterações.  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s