ALEMANHA · VIAGENS

Viagem à Alemanha – Passeios com o Berlin Welcome Card

Berlim possui inúmeras opções de entretenimento que envolvem história, arte e cultura. Tem atrações para todos os gostos e idades. Para auxiliar em nossos passeios adquirimos o Berlin Welcome Card, uma espécie de guia turístico com informações e mapas da cidade, que oferece o uso ilimitado de todas as modalidades do transporte público, além de descontos nas principais atrações turísticas, lojas e restaurantes parceiros.

O Berlin Welcome Card pode ser comprado online e nos centros de informações turísticas, nestes endereços. Compramos os nossos na Hauptbahnhof (Estação Central Ferroviária), após desembarcarmos do trem. Optamos pelo pacote de 49,50 €, por pessoa, que era válido por seis dias e incluía as cidades de Berlim e Potsdam. Neste link você pode consultar as opções de pacotes disponíveis e escolher qual o mais adequado ao seu roteiro de viagem.

A maioria das atrações que pretendíamos visitar estavam inclusas no Berlin Welcome Card e nos ajudou a economizarmos um pouquinho nesta viagem. Irei falar dos lugares que mais gostamos de conhecer!

 

Berliner Fernsehturm (Torre de TV)

Localizada nas imediações da Alexanderplatz, a Torre de TV é uma imponente obra construída pelos comunistas, durante o período da Guerra Fria, e pode ser vista a partir de diversos pontos da cidade. A intenção era de dar à Berlim Ocidental um importante monumento, que além de transmitir o sinal de televisão, mostrasse o poder socialista.

Esta atração é uma das mais visitadas e costuma haver uma longa fila de espera. Os visitantes passam por uma rápida revista antes de entrarem na recepção e, após a compra dos tickets é necessário aguardar o horário destinado à visita, que ocorre sempre em grupos dispostos pela ordem de chegada. Acredito que durante todo este processo tenhamos esperado por volta de duas horas, e passamos o tempo olhando as opções da lojinha de souvenires. No horário programado para a nossa visita tivemos nossos pertences revistados mais uma vez.

A torre tem 368 metros de altura e o acesso ao andar do observatório (203 metros) é feito por um elevador. Visitamos a Torre da TV no nosso primeiro dia em Berlim e achei uma ótima ideia para iniciar o contato com a cidade. O dia estava bem ensolarado o que permitiu termos uma boa visão, mesmo através dos vidros. Eu gostei muito de ter reconhecido do alto os lugares e edificações que até então eu só tinha visto por fotos na internet, durante as minhas pesquisas. Ao longo de todo o mirante há informações e imagens das atrações que são possíveis de serem observadas até à olho nu.

No andar acima há ainda um restaurante giratório. Os horários de visitação da torre podem ser consultados aqui, e é possível comprar o ingresso por antecedência pela internet também, reservando um horário para a visita. O valor cobrado pelo ingresso era de 14,00 €, mas tivemos um desconto de 25% no valor do ticket utilizando o Berlin Welcome Card.

 

The Wall – Asisi Panorama
( O muro – o panorama Asisi)

O The Wall – Asisi Panorama é uma obra artística do Yadegar Asisi, localizada próxima ao Checkpoint Charlie. A atração é composta por três ambientes. No primeiro deles entramos em uma sala que documenta fatos relacionados à história do Muro de Berlim, através de vídeos, fotos e textos.

Já no segundo ambiente, entramos em um enorme galpão onde o artista reproduziu em um cenário com dimensões reais (escala 1:1), utilizando técnicas de imagens em 3D e em 360°, como era olhar para a cidade cercada pelo muro na década de 80. Foi interessante observar, através de uma plataforma posicionada do centro do galpão, os detalhes que ele retratou, se preocupando com o cotidiano dos habitantes, utilizando para esta finalidade uma iluminação compatível com o lado externo e a reprodução de sons ambientes.

A saída da atração direciona os visitantes para uma última sala em que estão disponíveis algumas canetas que convidam os turistas a deixarem algum registro nas paredes.

O valor cobrado pelo ingresso era de 10,00 €, mas tivemos um desconto de 25% no valor do ticket utilizando o Berlin Welcome Card.

Zoo Berlin (Zoológico de Berlim)

Durante a Segunda Guerra Mundial o Zoo Berlin também sofreu com os ataques e, consequentemente, perdeu muitos dos animais que ali viviam. Com o passar dos anos o zoológico conseguiu se recuperar, principalmente através de doações de outros países e, atualmente, é um dos mais importantes zoológicos do mundo, sendo o maior em variedade de espécies.

Visitar zoológicos não costuma ser uma opção que procuro em minhas viagens, mas fiquei curiosa em conhecer este de Berlim para poder ver animais que nunca tinha visto pessoalmente, como ursos, focas, cangurus, babuínos, íbex siberianos e muitos outros. Eu sou uma pessoa medrosa com animais, não me sinto à vontade tendo muito contato com eles, mas gostei muito do passeio.

Me chamou a atenção a disposição e design das áreas dos animais, visando retratar o ambiente nativo e proporcionar uma melhor visualização por parte dos visitantes. Algumas jaulas não possuem grades muito altas e davam a impressão de estarmos muito próximos dos animais. Já as áreas dos macacos e felinos, por exemplo, além da área externa há um ambiente interno em que é possível acompanhar o momento de alimentação deles. Há ainda outras áreas que permitem maior interação com os visitantes, como uma fazendinha com animais soltos, caverna com os animais noturnos, e apresentações de números artísticos junto com os treinadores, que pudemos assistir na área das focas e leões marinhos.

O Zoo Berlin é muito grande e bonito. O Rio Spree corre por parte do zoológico, dando um charme a mais. Além do zoológico há ainda o Aquário, localizado na mesma área, porém com ingresso e acesso separado. Infelizmente não deu tempo de visitarmos. Há a opção de combinar as duas visitas no mesmo dia, pagando um valor diferenciado.

O horário de funcionamento do Zoo Berlin pode ser consultado aqui e ele está localizado no bairro Kurfürstendamm. A igreja Gedächtniskirche e as lojas da Avenida Kurfürstendamm são algumas das atrações próximas a ele. O valor cobrado pelo ingresso era de 14,50 €, mas tivemos um desconto de 25% no valor do ticket utilizando o Berlin Welcome Card.

Olympiastadion Berlin
(Estádio Olímpico de Berlim)

O Estádio Olímpico de Berlim foi construído para sediar os jogos de 1936. Nesta época, Hitler estava no comando da Alemanha e visualizou nas Olimpíadas mais uma oportunidade de mostrar ao mundo a política nazista. A construção do estádio seguiu um estilo arquitetônico imponente.

O acesso ao Estádio Olímpico é tranquilo por metrô, e a estação é a mais bonita que vi por lá. Há opções de passeios guiados, em alemão ou inglês, em horários pré-definidos. Porém, optamos pelo passeio mais básico, sem acompanhamento de guia, pelas áreas de acesso livre do estádio. Achei interessante que há ainda um aplicativo para smartphones em que são dadas informações sobre o estádio através de áudios.

Vimos muitos elementos originais, como a pira olímpica, um sino, piscina, área de atletismo e placas em homenagem aos campeões olímpicos.

Atualmente, o Estádio Olímpico é onde o clube Hertha BSC realiza seus jogos. Há uma área do estádio destinada a homenagear as finais Copa da Alemanha (DFB Pokal) realizadas lá e alguns jogadores que passaram pelo estádio. Shows musicais também são apresentados no estádio.

Os horários de funcionamento do Estádio Olímpico e os tours disponíveis podem ser consultados aqui. O valor cobrado pelo ingresso era de 7,00 €, mas tivemos um desconto de 28% no valor do ticket utilizando o Berlin Welcome Card.

DDR Museum
(Museu da República Democrática Alemã)

Diferente de muitos museus que temos o costume de frequentar, o Museu da DDR é divertido e interativo. Nele estão expostos objetos, cenários, vídeos, imagens e áudios que retratam como era a vida da população na Alemanha Oriental, sob o regime comunista.

A atração mais concorrida está logo no início do museu, um simulador do carro Trabant ou Trabi, o único modelo que os cidadãos podiam comprar, após uma espera de vários anos.

Todos os objetos em exposição são originais, e nos chamou a atenção as roupas, brinquedos, embalagens de alimentos e produtos de beleza.

A reprodução de cenários também é muito interessante. Há a réplica de uma cela prisional e de uma sala onde eram realizados os interrogatórios. Quanto à rotina de uma família na Berlim Oriental, há a representação de uma residência, com sala de estar, cozinha, banheiro e quartos. Podemos pegar nos objetos e mudar o canal da televisão, por exemplo.

O Museu da DDR está localizado no bairro Mitte, próximo ao Rio Spree e a à Catedral de Berlim. Os horários de funcionamento podem ser consultados aqui. O valor cobrado pelo ingresso era de 9,50 €, mas tivemos um desconto de 25% no valor do ticket utilizando o Berlin Welcome Card.

*OBS 1: as informações históricas publicadas nesse post foram pesquisadas nos blogs Simplesmente Berlim, Agenda Berlim e Alemanizando, os quais me auxiliaram no planejamento da viagem e serviram de inspiração para o presente post. Acrescento ainda um crédito especial a Elissa, do Canal Alemanizando, que nos contou muitas curiosidades e fatos sobre a cidade no nosso passeio guiado. 

 *OBS 2: Os valores informados neste post foram consultados em outubro de 2016. Os mesmos estão sujeitos a atualizações.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s