BRASIL · MINAS GERAIS · VIAGENS

Cachoeira do Tabuleiro

Conforme dito no post sobre a Serra do Cipó, vou contar nesse como foi a aventura na Cachoeira do Tabuleiro. Após tomarmos café da manhã, pegamos o carro e seguimos para Conceição do Mato Dentro, que fica à 65km partindo da Serra do Cipó. Ao sair da pousada o céu estava claro e o sol brilhava forte, mas no caminho pegamos até neblina. A cachoeira está localizada no Distrito de Tabuleiro que fica à 19km da sede Conceição do Mato Dentro, localizada no Parque Municipal Ribeirão do Campo, que faz parte do Parque Estadual da Serra Geral do Intendente.

O Parque funciona diariamente das 07h às 16h, porém a entrada somente é autorizada em condições climáticas favoráveis. É cobrada uma taxa de visitação no valor de R$10,00 por pessoa e o limite de visitantes dentro do Parque é de 200 turistas por dia”. Essas informações você encontra no site da Prefeitura de Conceição do Mato Dentro.

Após acessar o Parque, pode-se escolher entre chegar à cachoeira por cima pela Trilha do Alto da Cachoeira, chegar por baixo através da Trilha do Poço da Cachoeira ou fazer a Trilha do Mirante. Escolhemos fazer a Trilha do Poço da Cachoeira por ser uma caminhada de apenas 2,5km, o que faríamos facilmente se comparado aos 8km que percorreríamos pela Trilha do Alto da Cachoeira. Doce engano!

2016-09-09-cachoeira-do-tabuleiro-04
Início da Trilha…
2016-09-09-cachoeira-do-tabuleiro-07.jpg.jpeg
Aqui o cansaço já me fazia companhia…

Nossa aventura começou exatamente aí, dessa decisão tomada sem conhecimento 😂. Não solicitamos guia na entrada do Parque e ninguém nos informou a necessidade de um. No início da caminhada estávamos felizes e sorridentes até aparecerem as primeiras dificuldades. Marcelo e eu fomos para o caminho errado e encontrarmos uma pequena “piscina”. Para chegar ali já achei complicado e em minha cabeça ficou apenas a dificuldade que sentiria na volta. Depois de um tempo parados e imaginando formas de se chegar ao leito do rio, vimos outro casal passando em um caminho que não tínhamos visto. O casal estava no sentido oposto ao nosso, indo em direção à entrada do Parque.

Voltamos para trilha e achamos o caminho certo! 🙏 Andamos por 2h, em solo acidentado com muitas rochas soltas. Deve-se tomar muito cuidado e não ter pressa para chegar. Como sou medrosa, me certificava se a rocha estava firme antes de pisar, Marcelo por não ter esse medo acabou caindo em uma delas. Um susto que graças à Deus não atrapalhou nosso passeio. A maior parte do percurso fica no leito do rio, onde encontramos rochas maiores que dificultava muito a caminhada. Estávamos de tênis e tivemos que tirá-lo algumas vezes porque era necessário passar de um lado para outro no rio.

No caminho, diversas pessoas que retornavam diziam que a caminhada valeria muito a pena, que a beleza da cachoeira era imperdível. Isso foi o que me animou mais! Marcelo estava animado o tempo todo e eu controlava o desespero 😂. Fiquei boquiaberta com famílias com bebezinhos no colo, roupas desapropriadas para tal passeio, usando chinelos, etc. Também não estava usando a roupa mais apropriada, portanto, acho que na entrada do Parque deveriam orientar os turistas, porque usando tênis estava complicado, imagina de chinelo e com bebê no colo. 😱

Depois da extensa caminhada, chegamos ao poço da cachoeira. Indescritível a sensação! De tirar o fôlego a beleza do lugar. Eu não animei entrar na água gelada, Marcelo entrou e nadou um pouco. Eu apenas deitei em uma rocha plana e fiquei olhando a beleza da queda d’água, ouvindo aquele som, sentindo as minúsculas gotinhas que batiam em minha pele e controlando a respiração. Senti-me abençoada!

2016-09-09-cachoeira-do-tabuleiro-13
Vista parcial do poço da Cachoeira do Tabuleiro
2016-09-09-cachoeira-do-tabuleiro-14
Merecido descanso!

O retorno foi doloroso 😂 como eu imaginava. Nunca tínhamos feito uma trilha e por sorte levei uma banana e 500ml de água. Imaginem a fome que estávamos. Então, ao chegarmos à entrada do Parque a vontade era de chorar, pois o percurso foi bem difícil para nós. Antes de chegarmos à Serra do Cipó, paramos num restaurante e pedimos um omelete para enganar a nossa fome. Na volta, Marcelo dirigiu e eu simplesmente apaguei!

Quando chegamos à pousada, eu não sentia mais a minha perna, nem meus braços (risos!). Sabe quando mudamos de ficha na academia ou quando fazemos uma série puxada de agachamento? As dores na coxa e no corpo foram mais intensas. 😂 Xô sedentarismo! Queria apenas deitar e dormir! Mas depois de tomar uma ducha, animamos sair para comer algo e nos divertimos mais. Mesmo com todo o cansaço o dia foi fabuloso!

2016-09-09-cachoeira-do-tabuleiro-12.jpg.jpeg
Oooh Minas Gerais!

Espero que se aventurem mas que planejem melhor a ida nessa linda Cachoeira!

Inté!

Anúncios

2 comentários em “Cachoeira do Tabuleiro

  1. Gratidão por compartilhar a única cachoeira do mundo com coração de cristal, Tabuleiro
    Sou Samuel guia e proprietário da Pousada da Gameleira.
    Será um grande prazer receber e guiar voces pela cachoeira do Tabuleiro na parte de cima e outras cachoeira gigantes, maravilhas do nosso quintal, compartilhando energias e vivencias espirituais, reforçando o encontro da vida na natureza e nossa arvore gameleira com 458 anos.
    Paz luz felicidades.
    Inté namaste Samuel ace reserva@pousadadagameleira.com.br
    31-99263-2968

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s